danos maquiagem

Que danos a maquiagem pode gerar e como evitá-los?

Maquiagens fazem parte da vida das mulheres, mas é preciso tomar alguns cuidados na hora de escolher as suas. Veja como fazer isso!

A história da maquiagem começa no Egito, cerca de 3.000 anos antes de Cristo – nessa época, os egípcios, tanto homens quanto mulheres, usavam uma pasta chamada de Kohl nas suas pálpebras, com o intuito de se proteger dos chamados “espíritos malignos”.

Um pouco depois, comerciantes transportaram o Kohl para a Grécia e Roma e foi lá que a produção de maquiagem começou, passando a ser comercializada em forma de lápis, muito parecidos com os que usamos hoje.

O produto ficou tão popular que é usado até hoje, com um novo nome: Kajal. Você já ouviu falar, não é mesmo?

Cada tipo e cor de produto que conhecemos têm a sua origem em lugar do mundo, e a maioria deles ainda é feito com base nos mesmos ingredientes que eram usados antigamente. Mas, claro, muita coisa mudou de lá pra cá.

O mercado dos produtos de estética foi reformulado e está sempre se transformando, de acordo com os costumes de consumo e as necessidades dos seus clientes.

Hoje em dia, existe uma quantidade enorme, quase incontável, de marcas ao redor do mundo que se dedicam à produção de maquiagem e outros produtos de beleza.

Dentro dessas marcas, uma quantidade ainda maior de linhas que se diferenciam por tipo de pele, cor, material, época do ano, moda, etc.

Então, conhecendo a diversidade e número de opções do mercado, como é que devemos escolher as melhores opções?

A escolha dos produtos de maquiagem

Conhecendo o mercado e sabendo que ele é movimentado basicamente pelo consumo e pela vaidade, é fácil entender que, na grande maioria das vezes, escolhemos os produtos baseando-nos basicamente na sua estética.

Pensamos na moda, no nosso gosto pessoal e avaliamos se o seu preço está dentro do nosso orçamento. Se tudo isso estiver ok, o produto provavelmente sairá da loja conosco.

O problema é que estamos nos esquecendo de um fator extremamente importante e que deveria fazer parte dessa escolha: a nossa saúde.

Quando compramos um item de maquiagem, confiamos que aquele produto não trará nenhum mal para o nosso corpo, pois é isso que as marcas nos prometem.

Muitas vezes afirmam inclusive que alguns produtos podem trazer benefícios extras pra gente. Não estamos aqui dizendo que tudo isso é mentira, mas temos que tomar alguns cuidados para garantir que nada vá dar errado!

Devemos entender que, no mercado atual, é difícil criar um produto de alta qualidade e vendê-lo com uma margem de lucro grande, e, por causa disso, a qualidade das maquiagens acaba sendo comprometida.

Para explicar melhor isso, resolvemos listar alguns dos principais danos que a maquiagem pode gerar e porque eles acontecem, confira!

maquiagem

Principais danos da maquiagem

Ressecamento dos lábios

Alguns gloss e batons contêm certos óleos e químicos que podem prejudicar mais os seus lábios do que deixando eles coloridos e bonitos. O principal efeito, quase imediato disso, é o ressecamento dos lábios.

A grande maioria das mulheres entende o incomodo que esse ressecamento pode gerar, pois ou tem alguma tendência maior ou já passou por situações que causam isso, como, por exemplo, um clima muito frio.

O ressecamento excessivo não causa só incomodo, como também pode levar à aparição de feridas e sangramento.

Reações e problemas de pele

Reações na pele devido ao uso de cosméticos e maquiagem são alguns dos problemas mais comuns, mas nem por isso devem ser subestimados.

Essas reações podem causar consequências graves e até mesmo permanentes, como feridas que levam às cicatrizes e manchas na pele.

Dores de cabeça

Muitas mulheres não sabem disso, mas o uso prolongado de maquiagem pode acabar te dando dores da cabeça e enxaquecas.

Foi comprovado que o uso de uma grande quantidade de maquiagem por muito tempo, pode causar esse e outros problemas, como cansaço, náuseas e até mesmo perda de consciência.

Infecções nos olhos e danos à visão

Alguns cosméticos que usamos constantemente como sombras, rímel, lápis e kajal podem ser responsáveis por diversos tipos de danos aos nossos olhos. É uma região muito sensível à infecções e por isso, o cuidado deve ser redobrado.

Além disso, esses produtos podem causar ressecamento dos olhos, vermelhidão, coceira, conjuntivite, inchaço e outros danos sérios à nossa visão.

Envelhecimento precoce da pele

Alguns componentes dos produtos de maquiagem que a gente usa diariamente são famosos por causar danos à pele, principalmente, quando usados durante um longo período de tempo.

Um dos principais efeitos disso é o envelhecimento precoce da nossa pele, que pode passar a apresentar sinais e rugas antes do momento normal, e nos fazer parecer mais velhas do que na verdade somos.

Alergias

Um dos principais motivos pelos quais devemos tomar cuidado na hora de escolher os nossos produtos de maquiagem são as alergias.

Elas podem acontecer de diversas formas e com vários tipos de reações, até mesmo se o tempo de exposição ao produto tiver sido muito pequeno.

Muitas vezes os componentes do produto não estão claros, acabamos caindo na armadilha e sofrendo demais com isso.

Perigo de câncer e outras doenças graves

Mesmo acontecendo mais raramente, não devemos deixar de alertar sobre o perigo do uso de cosméticos como a maquiagem e doenças gravíssimas como resultado.

Você sabia que, por exemplo, os batons contém alumínio, que pode causa anemias graves e outras doenças?

E que, além disso, alguns outros componentes desses cosméticos, quando em contato com a nossa pele, podem ser responsáveis pela falência de alguns órgãos, como rim e fígado? É assustador, não é mesmo?

maquiagem 2

Dicas para evitar os danos da maquiagem

É muito estranho pensar que produtos que a gente usa para o nosso bem-estar e para nos sentirmos mais bonitas podem nos fazer tão mal, não é mesmo?!

A maior parte do mercado de cosméticos não toma todos os cuidados necessários para garantir que não existam danos à nossa saúde e nós não devemos esquecer isso.

No entanto, existem alguns cuidados que podem nos ajudar a combater ou, pelo menos, evitar esses problemas. Para te ajudar, resolvemos juntar alguns desses cuidados, como você pode ver aqui embaixo:

Checar por quanto tempo você pode usar o produto

Uma pesquisa de optometristas revelou que mais que a metade dos usuários não costumam checar por quanto tempo eles podem usar o produto continuamente.

Essa mesma pesquisa também constatou que metade das pessoas nem sabia que existia uma restrição quanto ao tempo de uso.

O rímel é um exemplo de produto que ainda é produzido basicamente da mesma forma que era há 4000 anos, só que atualmente é feito de forma mais limpa.

Esse produto tem restrições de uso, por mais que a maioria das pessoas não saiba disso.

E, como já dissemos, a região dos nossos olhos é muito sensível à infecções. Se nós não tomarmos bastante cuidado com a aplicação e com o estado desse produto, estaremos nos expondo e aumentando as chances de reações.

Manter os seus pincéis limpos

Temos sempre que nos lembrar de manter os nossos pincéis limpos, por mais que isso seja difícil.

É comum que nós, mulheres, deixemos os nossos pincéis de maquiagem por dias, às vezes semanas, sem serem lavados, e isso pode acabar gerando diversos problemas.

Imagine que os pincéis ficam expostos a todos os tipos de bactérias e acumulam mais sujeira a cada vez que são usados, e você estará usando-os no seu rosto, perto dos seus olhos, facilitando o contato dessas bactérias com a sua pele.

Aqui vai uma dica: sempre lave os seus pincéis com um sabonete ou shampoo neutro, isso ajuda a conservar a qualidade das cerdas. Lave-os e deixe secar naturalmente por algumas horas, sem usar secador ou deixar exposto demais ao sol.

Evitar compartilhar maquiagem

Da mesma forma que nós evitamos compartilhar a nossa escova de dente com outras pessoas por causa de bactérias, também temos que tomar cuidado com a nossa maquiagem.

São produtos que entram em contato direto com o nosso rosto, pele e olhos e podem levar infecções de uma pessoa para a outra.

O batom pode levar bactérias e ser responsável por causar herpes e clamídia. Os produtos usados nos olhos, quando compartilhados, podem gerar conjuntivite.

Além desses produtos, os acessórios de maquiagem, como pincéis, também devem ser usados individualmente.

Ter cuidado na hora de aplicar os produtos

Nós sempre devemos ter cuidado na hora de aplicar a nossa maquiagem. Sabemos que a rotina das mulheres se torna cada dia mais corrida e que isso também afeta os nossos hábitos de beleza.

Aposto que, alguma vez na vida, você já teve que se maquiar no meio de uma correria, no carro ou no ônibus, porque não tinha tempo para parar e passar minutos na frente do espelho se maquiando, certo?

Falando principalmente da área dos nossos olhos, existe um perigo enorme na hora da aplicação.

Alguns componentes dos produtos que usamos diariamente, se entrarem em contato com a nossa córnea, por exemplo, podem gerar problemas graves.

As reações mais comuns são vermelhidão e coceira, mas em muitos casos pode passar disso. Temos que ter cuidado na aplicação, para garantir que o produto não tenha contato direto com os nossos olhos.

Ter cuidado com o uso de cílios postiços

Os cílios postiços podem representar um perigo real para o nosso bem-estar e saúde.

Primeiramente, porque aplicar qualquer tipo de material adesivo na nossa pele, como a cola usada para grudar os cílios.

Principalmente, tão perto dos olhos, como é feito, pode causar alergias e problemas mais sérios, por causa de possíveis infecções bacterianas.

Além disso, se por acaso um dos cílios se soltarem e entrar em contato com os nossos olhos, podem gerar ressecamento da nossa córnea e consequências permanentes à nossa visão.

Por isso, devemos sempre checar os componentes da cola escolhida e pesquisar sobre a marca dos cílios.

Tirar a maquiagem antes de dormir (sempre!)

Este deve ser um dos passos mais importantes da rotina de beleza de uma mulher. Temos sempre que retirar a nossa maquiagem por completo antes de dormir, usando os produtos indicados para cada pessoa.

A maquiagem na pele acaba entupindo os poros e isso pode causar o aparecimento de cravos e espinhas. Além disso, a maquiagem acaba acumulando suor, sujeira e poluição e prejudicando a hidratação natural da pele.

Para tirar corretamente a maquiagem, é sempre bom investirmos nos demaquilantes. Eles devem ser usado com algodão e não com toalhas, para evitar que o atrito fira a pele.

Outra boa opção são os lenços demaquilantes, que apresentam uma praticidade maior.

Qualquer outro produto da sua rotina de beleza, como hidrantes, creme antissinais e adstringentes só podem ser usados depois da pele estar totalmente limpa.

Nunca deixar de olhar a data de validade dos produtos

Outro hábito ruim que grande parte das mulheres têm é o de não checar a data de validade dos seus cosméticos. Como são produtos usados diariamente, acabamos esquecendo de olhar se ainda estão ideais para uso.

Existem muitos malefícios no uso de maquiagem fora da validade, como alergias, dermatites e acnes. Devemos sempre ficar atentas à textura, cor e cheiro dos produtos, pois podem ser indícios de que a sua maquiagem está vencida ou estragada – e tudo isso pode causar danos à pele.

Como muitas de nós nunca tivemos uma reação ao uso de maquiagem, tendemos a subestimar esses problemas e constantemente pular esses passos citados acima.

A questão é que não entendemos que, na verdade, é muito mais comum do que nós gostamos de admitir e pode acontecer com qualquer uma de nós.

O intuito das marcas não é nos causar danos, claro. Mas, como dissemos, é difícil garantir a qualidade dos produtos de uma forma que eles possam ser acessíveis aos consumidores e ao mesmo tempo trazer lucro para a empresa.

Além disso, também é complicado elaborar cosméticos que sejam saudáveis para todos os tipos de pele e todas as pessoas que irão comprá-los.

Sabendo disso, sempre devemos manter os cuidados citados nesse texto em mente para garantir que as maquiagens possam ser apenas produtos que nos deixarão mais bonitas.

Gostou de saber mais sobre os danos que maquiagem podem trazer a nossa saúde? Tem alguma experiência para compartilhar ou alguma outra dica que possa nos ajudar? Deixe o seu comentário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>