dicas controlar oleosidade da pele

As melhores dicas para diminuir a oleosidade da pele

A oleosidade da pele é comum no Brasil, por causa do clima. Mas esse tipo de pele exige cuidados, e controlar a oleosidade é essencial. Veja o que fazer!

Pesadelo de muitos, a pele oleosa é o tipo mais comum no Brasil, o que se dá principalmente devido ao clima quente do nosso país.

Quem tem a pele oleosa sofre em consequência do excesso de sebo produzido, que favorece o brilho indesejado no rosto, a maior tendência para o surgimento de cravos e espinhas, além da dilatação dos poros.

A acne, inclusive, pode se desenvolver até um estado severo, e algumas doenças de pele, como rosácea e dermatite seborreica, também têm seu aparecimento com maior ocorrência em peles oleosas.

Seguindo os cuidados certos, é possível diminuir a oleosidade da pele, controlando o surgimento de problemas como as temidas espinhas. Continue lendo este artigo e confira dicas de como deixar a pele menos oleosa!

Por que minha pele é oleosa?

Muitos são os fatores que afetam a constituição da nossa pele. A herança genética, por exemplo, é muito importante para determinar o seu tipo.

Porém, alguns outros fatores externos como estresse, má alimentação, exposição ao sol e à poluição, uso dos produtos errados, além de alterações hormonais também podem influenciar nesse aspecto.

Para combater a pele oleosa, é importante detectar os fatores que estão influenciando essa produção excessiva de óleo.

Se sua pele é oleosa desde sempre, essa é a sua condição natural, então vale a pena adequar a sua rotina de limpeza e hidratação para que ela não fique tão brilhante e você se sinta mais confortável.

Entretanto, se ela começou a produzir muito óleo de uma hora para a outra, é importante se consultar com um médico, pois ele poderá te ajudar a detectar se você está com uma disfunção hormonal, por exemplo.

Atenção ao lavar o rosto!

Lavar o rosto é importante para mantê-lo limpo, tirar as impurezas da poluição e remover o óleo que tanto incomoda. Porém, os donos de peles oleosas podem cair na tentação de lavar mais que o necessário, removendo a camada protetora da pele.

Isso estimula as glândulas a produzir mais óleo, deixando e pele ainda mais oleosa!

O recomendado é que você lave o rosto de duas a três vezes ao dia. Acredite, isso já é o suficiente! A água deve ser fria, pois água quente dilata ainda mais os poros, resultando em aumento da oleosidade.

Cuidado também com a temperatura do seu banho, que deve ser morno ou frio — evite as altas temperaturas.

A testa e o nariz, região conhecida como “zona T”, acumula muito óleo, por isso deve ser bem lavada. Uma dica é dar atenção especial também à região das orelhas que, assim como a zona T, acumula muito óleo, podendo passá-lo para todo o rosto.

Invista nos produtos certos

Preste atenção na hora de escolher os produtos que entrarão em contato com a sua pele! Peles oleosas pedem produtos específicos, e, mesmo que um pouco mais caros às vezes, eles valem o investimento, pois serão essenciais na hora de conquistar uma pele sequinha.

Prefira os sabonetes que contêm enxofre e ácido salicílico na fórmula, que trabalham para controlar a oleosidade e prevenir o aparecimento de acne.

Loções adstringentes também serão grandes aliadas, pois elas limpam e fecham os poros, além de equilibrar o pH da pele, garantindo o efeito sequinho!

Cuidado também com as que contêm álcool, pois esse elemento pode ressecar demais a pele, fazendo com que ela aumente a produção de sebo ao invés de diminuir.

Não dispense a hidratação

Muitas pessoas pensam que a pele oleosa não precisa de hidratação, pois o sebo natural já se encarrega de hidratá-la. Mas esse pensamento não só está errado, como também é perigoso! Se a pele não for hidratada, ela produzirá mais óleo.

A dica é não passar cremes hidratantes, mas sim produtos à base de gel e livres de óleo. Eles vão repor a nutrição da pele, evitar a perda de água e auxiliar a manter os poros mais fechados e sem obstruções.

Esfolie

Faça uma esfoliação suave, uma vez por semana. A pele tem tendências a acumular impurezas que são prejudiciais e incentivam a produção de sebo. A esfoliação removerá essas impurezas e também tecido morto, contribuindo para a renovação da pele.

Uma pele bem esfoliada contribui para a melhor absorção de outros produtos utilizados. Lembrando que o esfoliante deve ser próprio para peles oleosas, sempre!

E tome cuidado com os excessos, pois a pele pode ser danificada.

Abuse do protetor solar

Para os cuidados diários, o protetor solar é um dos itens mais importantes. Proteger sua pele dos raios UVA/UVB retarda o envelhecimento, além de prevenir o surgimento de doenças como o melasma e o câncer de pele. Para isso, o FPS deve ser 30, no mínimo.

Peles oleosas pedem produtos à base de gel, e o protetor solar não foge da regra. No mercado brasileiro há diversas opções diferentes para você escolher!

Eles são constituídos não só para bloquear os raios, mas também para tratar a oleosidade da pele. Lembre-se de usar o protetor solar todos os dias, inclusive nos dias mais frios e sem sol.

Cuidado ao se maquiar

Um das principais lutas de quem tem pele oleosa é para fazer a maquiagem durar mais tempo no rosto! É comum que ela suma com grande rapidez em quem tem esse tipo de pele. Contudo, há técnicas para segurar o make por mais tempo!

Além disso, o uso incorreto de maquiagem pode piorar a oleosidade da pele, fechando os poros e favorecendo o surgimento da acne.

Como já falamos, a limpeza da pele com os produtos corretos é muito importante. Antes de se maquiar, prepare a pele fazendo a sua limpeza com o sabonete próprio, seguido de um tônico e depois de um hidratante em gel.

Use um bom primer

Procure também por um primer com efeito matte (antibrilho). O primer é um produto usado no rosto antes da maquiagem, que prepara a pele para recebê-la.

Ele cria uma camada, que evita a absorção da maquiagem pela pele, e evita também que a maquiagem absorva água do rosto.

Isso garante a maior durabilidade da maquiagem, uma vez que ela não será absorvida, além de hidratar melhor a pele, já que a água se mantém.

Escolha maquiagens para pele oleosa

Ao escolher as suas maquiagens, é essencial que elas sejam próprias para pele oleosa. Essas são livres de óleo, o que evita incentivar a produção de sebo e o aumento de brilho.

A base ideal para peles oleosas é alguma que seja matte. Elas te ajudarão a eliminar o efeito pegajoso da pele, além de uniformizá-la melhor.

Por conferir um aspecto mais opaco à pele, o pó pode parecer seu grande aliado, mas você deve ter cuidado pois ele também obstrui os poros. Assim, o que parecia ser a solução na hora pode se tornar um pesadelo a longo prazo!

Utilize o pó com moderação, e prefira passá-lo com um pincel em vez da esponjinha que costuma vir na embalagem.

Assim como na hora de escolher os produtos de cuidado para pele, os cremes devem ser evitados. Então, maquiagens em pó ou bastão, que são mais secas, ajudarão a combater a pele oleosa.

Atente-se aos utensílios de maquiagem

O pincel deve ser utilizado não só para aplicar o pó, como para qualquer outro tipo de maquiagem. Ele deposita o produto sem espalhar tanto a oleosidade, já a esponja ou a sua mão podem espalhar o óleo natural para todo o rosto.

É importante que a limpeza dos seus utensílios de maquiagem seja feita com frequência para retirar a oleosidade que se acumulará neles. Uma vez por semana é o ideal.

Borrife água termal

A água termal traz uma série de benefícios para a pele e é um ótimo investimento! Ela hidrata de uma maneira não oleosa, acalma e, além disso de fecha os poros e traz frescor.

Pode ser aplicada diversas vezes ao dia e é interessante que seja utilizada antes da maquiagem também.

Retoque!

Retoques ao longo do dia podem ser necessários, principalmente em dias mais quentes, nos quais o brilho excessivo surgirá com mais frequência.

O ideal mesmo é lavar o rosto antes de aplicar uma nova camada de maquiagem, mas sabemos que nem sempre será possível.

Uma dica são lencinhos próprios para a pele oleosa, que prometem absorver o óleo sem tirar a maquiagem!

Para disfarçar o brilho, um pouco de pó matificante é o ideal. Tente absorver a oleosidade do seu rosto antes de aplicar, com os lencinhos próprios, ou até mesmo com um lenço de papel. Dessa forma você não espalhará óleo por todo o seu rosto quanto passar o pó!

Ande sempre preparada

Montar uma necessaire com loção adstringente, pedacinhos de algodão, alguns itens de maquiagem e seu protetor solar é uma ótima opção.

Dessa forma você poderá se refrescar durante o dia e continuar sempre linda, com a maquiagem intacta!

Cuidado com os excessos

A pele excessivamente oleosa incomoda, e a urgência de reverter a situação pode fazer com que produtos sejam utilizados indiscriminadamente, só piorando a situação.

A calma é muito importante no processo de tratamento. O corpo demora um pouco para reagir aos produtos novos e o uso excessivo deles favorecerá o ressecamento, que posteriormente fará com que a pele fique cada vez mais oleosa.

Não use franja!

Se a sua pele é oleosa, provavelmente o seu cabelo também é. Quando usamos franjas no rosto, a oleosidade do cabelo e do couro cabeludo passará para a pele, piorando o problema. Há também o fato de que o cabelo abafa a pele, impedindo-a de respirar.

Dessa forma, se você não quer piorar a oleosidade da sua pele, deve evitar cortes de cabelo nos quais o cabelo entre muito em contato com a pele.

Se esse for o seu caso, você deve investir em penteados diferentes para que, na maior parte do tempo, seu cabelo fique longe do rosto!

Alimentação

Não há um consenso científico a respeito da influência que a alimentação exerce sobre a pele. Contudo, muitos dizem que o consumo de produtos oleosos e que contêm muita gordura, como chocolate e amendoim, é um fator que desencadeia sim a oleosidade.

A dica é prestar mais atenção ao seu metabolismo, e em como a sua pele reage ao consumo de determinados alimentos.

Ar condicionado

O clima quente faz com que cada vez mais o ar condicionado seja presença indispensável. Porém, o ar condicionado resseca o ambiente, acelerando a desidratação da pele.

Apesar de parecer mais sequinha, a pele estará desidratada e aumentará a produção de óleo em resposta. Essa reação é natural do organismo, e significa que ele está tentando reduzir a perda de água.

Dessa forma, você deve consumir bastante água para manter a hidratação. Além disso, se for dormir com o ar condicionado ligado, vale a pena investir em um umidificador ao lado da sua cama.

Mantenha uma rotina de cuidados com a pele

Observe o que dá certo para a sua pele e o que não dá. Muitas vezes, o que foi providencial para tratar a pele da sua amiga, não será tão bom assim para você.

Portanto, é importante que você estabeleça uma rotina de cuidados própria, prestando atenção às reações que a sua pele tem quando ocorre uma mudança.

A consistência do tratamento é importante, pois, muitas vezes, se um produto está sendo benéfico, o uso deve ser constante e, caso haja interrupções nesse uso, a pele retornará ao seu estado anterior.

O que fazer antes de dormir?

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito de como devem cuidar da pele antes de dormir. E o dilema entre usar os produtos específicos ou deixar a pele respirar é comum.

É importante preparar a pele para uma boa noite de sono removendo a maquiagem e fazendo a limpeza do rosto com os produtos indicados. Lembre-se de hidratá-la depois da limpeza!

Viu que com os cuidados específicos você pode manter a sua pele sob controle? Gostou das nossas dicas de como deixar a pele menos oleosa? Se a sua pele é assim e você tem outras dicas de cuidados, compartilhe com a gente nos comentários!

 

One comment on “As melhores dicas para diminuir a oleosidade da pele

  • Oi matéria muito boa mais o meu problema ainda é maior além de pele oleosa do rosto o cabelo é pior mim sinto muito mal a aparência é sempre de está sujo tenho que lavar todos os dias é horrível sentir isso cabelos leves e soltos não faz parte do meu dia a dia.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>