depilação

Conheça os prós e contras dos principais métodos de depilação

Se a depilação é parte da sua rotina, não use o primeiro método que cruzar seu caminho. Conheça todos e escolha o ideal para você!

A depilação é parte da rotina da maioria das mulheres brasileiros.

E não é só uma questão de estética, mas também de higiene. O excesso de pelos retem sujeiras e influencia na hidratação natural da pele.

Mas, antes de sair por aí fazendo o primeiro método de depilação que cruzar seu caminho, conheça direito todos eles, analise seus pontos positivos e negativos, e escolha aquele que se encaixa melhor às suas necessidades.

Veja abaixo os prós e contras dos métodos mais recomendados e escolha o seu!

Conheça os prós e contras dos principais métodos de depilação

Lâmina

É o método mais popular e acessível, mas isso está longe de significar que seja o melhor.

A depilação com lâmina corta apenas a parte superficial dos pelos e por isso dura pouco – cerca de 2 ou 3 dias, na maioria dos casos.

Os pontos positivos são o custo e a praticidade – a lâmina é barata e pode ser levada para qualquer lugar, além de não causar dor.

Já o lado ruim, além de durar pouco, é que pode causar alergias e irritações na pele.

Aparelho elétrico

Existem alguns tipos de aparelhos elétrico de depilação. O mais comum é o que corta os pelos com uma lâmina – o processo é basicamente o mesmo da lâmina manual, com seus problemas e pontos positivos – a vantagem é que é ainda menos trabalhoso.

Outro tipo comum de aparelho é o que retira os pelos pela raiz, o que aumenta a durabilidade da depilação para cerca de 15 a 20 dias.

Os aparelhos são menos agressivos do que a lâmina “manual” e oferecem uma depilação prática e rápida. Por outro lado, eles custam caro, a depilação é um pouco dolorida e seu uso não é indicado em regiões mais sensíveis, como a virilha e as axilas.

Creme depilatório

Diversas marcas de cosméticos e produtos de higiene pessoal oferecem cremes depilatórios, que destroem a queratina dos pelos quando aplicados.

A duração da depilação com este tipo de produto também é um pouco curta, por volta de 3 a 5 dias.

Apesar de ter quase a mesma duração do que a depilação com a lâmina, o creme depilatório é mais fácil e prático e não provoca nenhum tipo de dor.

Mas nem tudo são flores: além de ter um cheiro bastante desagradável, o produto pode causar alergia e a embalagem dura poucas aplicações, o que pode tornar o método um pouco caro no médio ou longo prazo.

Cera quente

Um dos métodos mais utilizados – e com certeza o mais comum nos salões de beleza.

Quando aplicada na pele, a cera quente provoca dilatação dos poros, o que facilita a saída dos pelos.

Também é possível usar a cera quente com uma composição que inclui substâncias hidratantes e relaxantes (como alga, mel, entre outros).

A depilação com cera quente retira os fios por completo, inclusive tornando os fios mais fracos com o passar do tempo, e dura em média de 25 a 30 dias.

Entre os processos depilatórios que exigem a participação de outra pessoa (o que não é o caso dos citados acima, mas de todos que falaremos a seguir), a cera quente é o mais acessível em relação ao preço.

O principal destaque negativo deste método é que ele só é eficaz quando os pelos estão longos. Além disso, ele pode queimar ou manchar a pele, causar alergias e encravar os pelos.

Cera fria

A depilação com cera fria é aquela em que a esteticista espalha o produto em um papel celofane, criando uma espécie de adesivo que é colado e retirado da pele até que perca eficiência – ou que acabem os pelos da região.

O método é bastante parecido com o da cera quente, tanto na prática quanto no preço. É um método higiênico e uma boa opção para quem possui sensibilidade ao calor.

Ao mesmo tempo, essa depilação é mais lenta e dolorosa e resseca a pele – e, para completar, também exige que os pelos estejam compridos para ser eficiente.

Laser

Este método moderno de depilação definitiva gera uma energia captada pela melanina presente nos pelos para destruir a estrutura geradora de novos fios – o folículo piloso. Assim, além de tirar o pelo, evita que ele cresça novamente.

Apesar de muito eficiente, este tipo de depilação tem uma série de impecilhos: em primeiro lugar, só serve para pelos escuros, já que pelos claros não possuem melanina.

Depois, que só pode ser feito por pessoas com a pele clara – pessoas com tom de pele mais escuro podem ficar com manchas irreversíveis se passarem pelo processo de depilação à laser.

E ainda tem mais: exige pelo menos 10 sessões de depilação mais a manutenção anual. Cada sessão é cara e dolorosa. E durante o processo inteiro, a exposição solar intensa é terminantemente proibida.

O lado bom é que, se você passar por tudo isso, não terá que se preocupar com depilação nunca mais – exceto pela manutenção e pela sobrancelha, que não pode ser depilada com este método. O laser remove definitivamente 80% dos pelos tratados.

Fotodepilação

A fotodepilação é feita com Luz Pulsada Intensa (IPL) – não por acaso, o método também é chamado de “luz pulsada” – e age quase da mesma forma que o laser, com a diferença de que o folículo piloso é destruído gradativamente.

Isso faz com que o processo seja muito menos doloroso e menos agressivo – a luz utilizada é mais suave. Outra vantagem é que um dos tipos de sistema de Luz Pulsada Intensa (IPL) pode ser realizado em peles negras – é chamado Quantum.

A fotodepilação pode ser feita no corpo todo, não é muito dolorida e remove definitivamente 95% dos pelos tratados.

Lado ruim? Além da necessidade de várias sessões – até mais que o método a laser – o custo é muito elevado e a exposição solar durante o processo tem que ser mínima.

E aí, qual o seu método de depilação preferido?

 

One comment on “Conheça os prós e contras dos principais métodos de depilação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>